Resenha do Livro: À Sombra de uma Mentira de Alex Marwood

Resenha do Livro À Sombra de uma Mentira

À Sombra de uma Mentira é o primeiro romance policial que leio em anos! Nesse livro de Alex Marwood somos apresentados a duas personagens que na infância se envolveram em um grande escândalo: o assassinato de uma criança.

Como protagonistas temos Jade e Bel, que mais de vinte anos antes se conheceram por acaso e no final do dia estavam sendo acusadas do assassinato de Chloe, uma garotinha de 4 anos. O livro alterna passado e presente e aos poucos vamos reconstruindo o fatídico dia que foi capaz de mudar a vida de duas pessoas tão radicalmente.

Condenadas pelo crime, as duas garotas de 11 anos de idade, são levadas para reformatórios diferentes, ganham nova identidade e são proibidas de manterem contato a partir de então.

Resenha do Livro À Sombra de uma Mentira

Resenha do Livro À Sombra de uma Mentira

Jade Walker agora é Kirsty Lindsay uma jornalista freelancer de Londres casada e com dois filhos; já Annabel Oldacre é Amber Gordon a gerente de faxina de um parque de diversões em uma cidadezinha litorânea da Inglaterra.

Suas vidas se cruzam novamente quando uma série de assassinatos brutais de mulheres começam a surgir na pequena cidade em que Amber chama de lar, inclusive é ela a responsável por encontrar um dos corpos durante a sua rotineira limpeza pelo parque enquanto, Kirsty é uma das jornalista enviadas ao local para fazer a cobertura pela imprensa.

Assim, as duas se veem diante de um inesperado reencontro, sob circunstâncias tão suspeitas, podendo colocar a ambas na mira da mídia novamente.

Resenha do Livro À Sombra de uma Mentira

O principal foco do livro é na rotina das personagens. Ao revelar fatos do dia a dia, passamos a entender melhor aspectos de suas personalidades, além dos desafios que cada uma precisa enfrentar ao manter uma vida baseada em mentiras, principalmente, no que se refere ao seu passado e origem.

Apesar de serem rotuladas como assassinas, fato que conhecemos desde o início, não consegui nutrir nenhum sentimento negativo por elas, mesmo quando ao final do livro vemos o desfecho do dia do assassinato. Acho que as punições foram muito exageradas ao se analisar as circunstâncias do crime.

Resenha do Livro À Sombra de uma Mentira

O clima de suspense paira por todo o livro, temos a constante sensação de algo vai dar errado a qualquer momento e ficamos à procura de quem ou o que será o gatilho para que tudo comece a desmoronar. Suspeitei do verdadeiro assassino desde o início, mas isso não estragou a leitura, até porque, os assassinatos em si, não são o foco do livro, por vezes, é até mesmo um assunto esquecido.

Achei a leitura um pouco arrastada, principalmente nas 100 primeiras páginas. Acho que apesar do suspense psicológico ser o ponto alto do livro, a história poderia ser retratada em menos páginas e talvez, de modo mais intenso.

À Sombra de uma Mentira é um lançamento da editora Bertrand Brasil, mais um livro recebido por conta da nossa parceria com o Grupo Editorial Record!

Vocês já conheciam essa história? Se interessaram pela leitura? Até mais pessoal!

[Esse livro foi enviado pelo Grupo Editorial Record]

Classificação do livro: 3 estrelas

Leia Também

16 Comment

  1. Eu vi esse livro na Cultura acho que no mês passado e fiquei com muita vontade de ler! Apesar de ter ganhado 3 nuvenzinhas, ainda estou curiosa para saber mais sobre a história e o que aconteceu/está acontecendo de verdade.
    Beijos!

    1. Dai Castro says: Responder

      Não é um livro nem uma história ruim, só achei meio arrastado, mas vale a pena conhecer sim Thai :) Beijos!

  2. Também achei a leitura meio arrastada e foi meio difícil de me prender a ela. Demorei um pouco pra terminar o livro. Mas ele é uma leitura ok.
    http://www.belapsicose.com

    Ps: amei teu blog <3

    1. Dai Castro says: Responder

      Não é uma leitura ruim, né Ana.. mas acho que faltou algo mais intenso mesmo! Fico feliz que tenha gostado! Beijos!!!

  3. E a história tinha tudo para ser perfeita né?
    Pq adorei a premissa e amo livros policiais..

    1. Dai Castro says: Responder

      Sim… faltou aquele algo a mais, mas a premissa é bem interessante mesmo!!

  4. hum,,,,amei a resenha!! o livro parece muito interessante.
    amooo seu blog,adoro vim aqui.
    beijos!!!
    http://escreverdayse.blogspot.com.br/

    1. Dai Castro says: Responder

      Obrigada Dayse <3

  5. É arrastadinho mesmo =/

    1. Dai Castro says: Responder

      Sim… bastante

  6. Eu gosto muito de livros com suspense, ainda mais quando é para desvendar um assassinato! Ainda não conhecia esse livro e nem o autor, mas, fiquei interessada nesse mistério todo. Que pena que não superou todas as suas expectativas… Gostei muito da sua resenha!
    Beijos,
    http://www.dosedeilusao.com

    1. Dai Castro says: Responder

      Também amo um bom suspense Fran <3 Obrigada pela visita :D

  7. Dai, já tinha lido uma resenha anteriormente sobre a história (da Ju, do Book Selfie) e ela também não gostou muito não, haha. Acho que gostou até menos que você hehe
    Se antes eu já não leria o livro por não ser o meu estilo, agora eu tenho certeza absoluta que não iria gostar da história, porque é a segunda resenha que vejo que a pessoa não se impressionou muito com a história…

    Beijo! ♥

    1. Dai Castro says: Responder

      Eu também vi o post dela Dani e tive um sentimento parecido com relação ao livro mesmo… não é um livro ruim, mas não é nada excepcional, sabe?

  8. Acho que meu maior problema com o livro foi que além de não conseguir nutrir nenhum sentimento negativo em relação às protagonistas, não nutri nenhum positivo também. E quando o livro é longo e arrastado assim, preciso pelo menos ter uma conexão com os personagens pra ter algum “objetivo” na leitura, sabe?!
    Uma pena não termos gostado muito, né?! Porque nós duas achamos que a premissa era boa. E eu AMO livros policiais. Mas, não foi dessa vez :(

    Beijos Dai!

    1. Dai Castro says: Responder

      A premissa era muito interessante, acho que a história poderia ter sido contada de um modo mais instigante, né?

Deixe uma resposta