Esses dias me peguei ansiosa com as mesmas preocupações que tenho há anos, e isso foi suficiente para me tirar novamente do eixo que já andava, meio capenga, diga-se de passagem.

As mesmas preocupações, as mesmas reclamações, mesmas promessas um tanto vazias, sem aquela verdadeira força de vontade, que promove a mudança de um hábito. É complicado fazer aquele balanço do ano quando já entramos em uma espiral de negatividade. Não é, de fato, o melhor momento para tentar ter clareza a respeito das coisas que aconteceram ou não.

Cotidiano, alimentação saudável

É triste sentir que não se está cuidando ou valorizando o seu corpo de maneira suficiente e correta. A minha imunidade não é a das melhores desde criança e sinceramente, não andei fazendo nada para alterar esse estado.

Eu até começo a ter uma alimentação mais saudável, mas no decorrer dos dias eu vou ficando desanimada com a ideia e acabo fazendo o que é mais fácil e sempre recorrendo a alimentos ricos em açúcar para compensar o ânimo que me falta, sabe?

Eu tenho tentado fazer um controle de peso nos últimos meses, mas nada com muito comprometimento também. Tenho um pouco de sobrepeso e sempre subo na balança prendendo a respiração com receio de ter recuperado aqueles míseros pesinhos que perdi há um tempo.

Cadernos e estudos

Eu sempre consegui estudar por mim mesma, e sempre me orgulhei disso. Esses últimos tempos, no entanto, estudar se tornou algo que tenho deixado sempre em segundo, terceiro plano. É como se eu não tivesse energia para sentar e me dedicar a isso ou ao menos, concentração. É uma grande bobagem eu sei, ficar pensando nas horas que poderia ter gasto estudando enquanto estava abatida enrolada no sofá olhando pra TV sem absorver nada, mas é essa sensação que me vem quando penso à respeito.

Cadernos e estudos

Às vezes a gente se desespera por tudo aquilo que não fez, mas não dá para perder-se nessas sensações que acabam sendo bastante pesadas.

Voltar a respirar, entender que eu posso controlar a minha respiração e enfim soltar o ar, são ações importantes para voltar a consciência, quando entro nesse looping de cobranças, me sinto em suspensão, indo embora sei lá pra onde, um lugar que com certeza, não é nada bom.

Metas do ano 2018

Talvez eu não tenha conseguido me alimentar realmente melhor, nem conseguido me exercitar com disciplina, os cadernos ficaram abandonados, deixados de lado, por ‘n’ motivos, mas é importante reconhecer que muitas coisas foram feitas, que as coisas estão sim fluindo, vamos continuar dando baby steps, comemorando pequenas conquistas diárias, respirando, respirando

Obrigada por acompanhar ♡

RELATED POSTS

10 Comments

  1. Responder

    Samanta Dáfini

    2 de janeiro de 2019

    Eu confesso que nem fiz metas por medo de frustrações sabe? aquele gostinho de que nada deu certo e que algumas conquista foram deixadas de lado ou esquecidas, mas acontece, e assim como você está tudo bem não ter conseguido aquilo, conquistamos tantas coisas em 2018.

    http://dosedeestrela.blogspot.com

    • Responder

      Dai Castro

      4 de janeiro de 2019

      As vezes a gente acaba se cobrando muito pelas coisas que não fizemos e em um momento de puro pessimismo nos esquecemos das nossas conquistas e evolução pessoal, né? Temos um ano inteiro pela frente e vamos trabalhar para sermos a nossa melhor versão <3 um beijo

  2. Responder

    Clayci Oliveira

    3 de janeiro de 2019

    Ahhh amiga, te admiro demais e vc sabe disso.
    Nosso ano não foi fácil, né? Foram tantas coisas acontecendo, mas sinto que esse será melhor =D
    MERECEMOS

    • Responder

      Dai Castro

      4 de janeiro de 2019

      SIMM eu também sinto que 2019 nos reserva muitas coisas boas <3 Obrigada pelas palavras sua linda, fez melhor o meu dia :)

  3. Responder

    Carol Garcia

    3 de janeiro de 2019

    Oi Dai…

    Estou tão feliz desde que descobri que você é do ABC kkkk

    Sabe, fiz até um post sobre isso no blog… me cobrava muito antes de resoluções para o próximo ano e coisa e tal. E eu so me frustrava. Então parei com isso. Decidi ir levando, acompanhando meu ritmo. Já percebi que a água começou a bater em voltar a estudar, seja ingles ou fotografia. E que os quilinhos não somem mais tão fáceis depois do 25.

    Mas a gente faz muito sim, tenho certeza que você fez a diferença na vida de muita gente, pelo menos na minha. E isso sim vale a pena!!

    Beijão, e um ótimo ano!

    • Responder

      Dai Castro

      4 de janeiro de 2019

      Que coincidência boa né? hahaha
      Levar a vida com mais leveza é algo muito bom, assim a gente não se frustra tanto, não se cobra de maneira totalmente irreal e ainda conseguimos ter um dia a dia mais inspirador prestando atenção a todos os detalhes bons a nossa volta. Um 2019 incrível pra você <3

  4. Responder

    Emy

    4 de janeiro de 2019

    Oi Dai!
    primeiramente, feliz 2019 pra vc! Desejo que tenha um ano incrivel <3

    E eu entendo sobre esse sentimento quando o final do ano chega, mas sabe de uma coisa? Há uns dois anos parei de me cobrar tanto quando essa época chega. Entendi que nem sempre somos capazes de cumprir tais metas por 'n' motivos, e tá tudo bem. Temos sempre que procurar enxergar as coisas boas que fizemos, os pequenos momentos de felicidade – que no fim são os nossos maiores tesouros <3

    Desejo que esse ano vc consiga realizar suas metas, sem cobrança, com muita leveza e tranquilidade!

    Beijoooos
    • Estrelas Perdidas •

    • Responder

      Dai Castro

      4 de janeiro de 2019

      AHHH obrigada sua linda <3 Que 2019 seja maravilhoso para nós :)
      Está certíssima Amy, as vezes sucumbimos ao pessimismo, como é o meu caso, mas é importante voltar a respirar e enxergar as possibilidades a nossa volta, vendo sempre pelo lado mais positivo e leve da vida, um grande beijo e muito obrigada por acompanhar o blog <3

  5. Responder

    Thainá Christine

    8 de janeiro de 2019

    Olá!
    Confesso que acho metas bem opressoras e sufocantes, mesmo que aparente ser uma boa ideia quando estamos as elaborando. Eu faço algumas anuais e não consigo cumprir nem a metade, então comecei a me cobrar menos e a estipular menos metas. Nada daquelas listas de 100 coisas para fazer, sabe? Aquilo só atrapalha a mente o desempenho. Tento não focar nas metas e ir realizando de acordo com o meu ritmo, deixando para marcar e reler apenas meses depois. Enfim, espero que você esteja bem e que as metas não cumpridas não lhe deixem para baixo ou lhe prendam. Você deve dar tempo à sua mente e a sua alma. Se o seu corpo pedir por um tempo de procrastinação, não se culpe. Todos nós merecemos um tempo longe dos cadernos e em frente a TV absorvendo coisas não tão interessantes assim. Foque na meta que impõe que você se sinta bem e tente cumpri-la, pois essa sim precisa ser seguida a risca.
    Um ótimo 2019 para você cheio de conquistas pessoais! ♥

    http://www.sonhandoatravesdepalavras.com.br

    • Responder

      Dai Castro

      9 de janeiro de 2019

      A gente acaba colocando muitos peso em nossas metas e isso, não ajuda em nada no nosso ânimo para cumpri-las.
      Esse ano realmente não quero me sentir tão aflita quanto a isso. A gente vai aprendendo com os nossos erros e momentos de insegurança e como você disse a melhor meta é que a gente se sinta bem sendo quem somos, buscando sempre o que é mais leve e melhor para nós!
      Um 2019 incrível para você. Um beijo <3

Leave a Reply to Samanta Dáfini / Cancel Reply