Supernatural

Atualmente não acompanho muitas séries de TV. Por diversos motivos, acabei abandonando muitas delas pela metade, mas estou disposta a reverter esse quadro e diminuir um item da minha listinha de coisas que eu quero fazer, mas nunca lembro.

A única série que assisto pontualmente é Supernatural que entrou nesse mês na sua 10º temporada, o que é praticamente uma vida inteira!

Reconheço que a série já foi bem melhor e que a saída de Eric Kripke, o criador da série que aconteceu no final da quinta temporada (que deveria ter sido a última) acarretou muitos problemas a trama que perdeu o ritmo e até mesmo, um pouquinho de sua identidade.

Aos poucos as coisas conseguiram se ajeitar e hoje em dia, apesar do desgaste de estar no ar a tantos anos, ainda a acompanho por vontade própria e não por uma mera obrigação de quem já se envolveu tanto com a história que simplesmente “quer ver onde tudo isso vai dar”.

Exorcismo

Faz tempo que gostaria de falar um pouquinho da história dos irmãos Sam e Dean Winchester e vi nesse especial de Halloween uma ótima oportunidade para esse post, já que a série é justamente sobre vampiros, lobisomens, metamorfos, anjos, demônios e toda espécie de monstros que vocês possam imaginar.

Há 20 anos, Sam e Dean perderam a sua mãe morta por um demônio de olhos amarelos, desde então, seu pai John Winchester passou a ensinar aos garotos como caçar demônios e outras criaturas sobrenaturais.

Além da infinita luta contra as mais variadas espécies de monstros principalmente baseados em lendas urbanas, a série também tem foco no relacionamento entre os irmãos que, por N motivos diferentes que nem tem como eu listar aqui, sempre acabam tendo uma famosa “DR” de vez em quando.

BlackEyesDean na 10ª temporada da série

Ao longo dessas 10 temporadas, fica claro que o foco da história é a relação Céu vs. Inferno, com anjos que não são tão bonzinhos como imaginávamos, demônios que acabam se tornando aliados em determinadas situações e a eterna luta pelo controle do Céu e do Inferno, uma vez que Deus e Lúcifer a partir de determinado momento, não estão mais em jogo.

É visível que o tema já foi explorado a exaustão e percebemos uma carência cada vez maior de episódios paralelos a trama central. No inicio, o plot era a luta contra os demônios que queriam causar o apocalipse, mas frequentemente acompanhávamos os irmãos em caçadas ‘casuais’ investigando casos suspeitos e consequentemente, salvando vidas.

Se olharmos para trás com certeza, iremos sentir muita saudade, mas quem tem um carinho especial pela série irá acompanhar a jornada de Sam e Dean até o último e decisivo capítulo dessa história.

RELATED POSTS

LEAVE A COMMENT