Se tem algo que não posso reclamar é que 2016 me ensinou muita coisa. Durante o ano que se passou, tive vários momentos de negação, em que simplesmente, não queria enxergar a realidade e isso me causou grande sofrimento, antes de aceitar que precisava de ajuda.

Muitas metas traçadas ficaram esquecidas na agenda e ao olhá-las, vejo o quanto eram subjetivas. Hoje procuro fugir de frases feitas que usava com frequência ao me referir aos meus objetivos como “ter uma carreira de sucesso” ou “ter mais momentos felizes”, acho que o ideal é sermos mais diretos e realistas, afinal analisando essas duas frases citadas, o conceito de sucesso e felicidade é tão amplo e pode variar tanto.

Estava bem pensativa com relação a esse post, pensando que 2016 não tinha me deixado nada de bom, mas ao parar para pensar vi que aprendi bastante na dor e quero guardar comigo, os poucos momentos mais leves do ano. Então, aqui vão as minhas lições aprendidas e olha que 2016 foi um professor bem rígido.

Cacto Colorindo NuvensA minha vida não acaba aos 30! A cada aniversário sentia uma angustia muito forte por estar me aproximando dos 30! Sempre achei que até essa idade toda a minha vida deveria estar resolvida, era uma contagem regressiva insana, como se estivesse me aproximando do fim. Claro, que pensar em chegar aos 30 ainda me dá aquele friozinho na barriga, mas hoje vejo que ainda temos muito a viver, que a passagem do tempo é inevitável, mas que podemos manter o nosso espírito e personalidade jovem, se sentir bem é o que importa e para isso, não tem idade.

Cacto Colorindo NuvensSem saúde não somos nada! Quem acompanha o blog, sabe que eu fiquei bastante doente nos últimos dois meses. Até então, mesmo com os meus probleminhas de saúde, nunca tinha encarado algo mais sério que colocasse de verdade a minha vida em risco. Depois de tudo o que passei, comecei a valorizar muito mais a minha saúde. O simples fato de acordar e enxergar tudo direitinho, ou não sentir nenhuma dor, já é o suficiente para agradecer. Geralmente nem reparava nisso, é aquele velho ditado que a gente só dá valor quando perde.

Cacto Colorindo NuvensDepressão não é frescura! Sempre encarei o meu desânimo com a vida e a angustia que me acompanhava como uma fraqueza da minha parte, afinal, eu precisava ser forte e superar tudo isso sozinha. Mas depressão, não é brincadeira. Eu admiti, depois de muito custo e sofrimento calado, que precisava de ajuda profissional. De início foi difícil aceitar esse quadro, mas ao notar todos os benefícios hoje vejo que tenho uma qualidade de vida bem melhor, a terapia me ajudou e os remédios que ainda tomo, também. Agora fica mais fácil ir mudando pequenas coisinhas dentro da gente, coisa que antes parecia impossível.

Cacto Colorindo NuvensNão precisamos abraçar o mundo! Eu me sobrecarreguei muito durante 2016! Cheguei ao limite do meu psicológico com as minhas próprias questões, sem contar que sempre me senti um pouco responsável pela vida dos outros. A terapia me ajudou muito nesse sentido, aprendi que somos impotentes com relação a muitas situações e principalmente, me ajudou a tirar das costas toda pressão que eu sentia por querer consertar a vida de pessoas que eu gosto. Cada um é responsável por suas próprias escolhas e quanto a isso eu não posso fazer nada.

Cacto Colorindo NuvensSim! Eu posso conquistar muitas coisas com o Colorindo Nuvens! Ter um blog é muito gratificante. Cada pequena conquista é algo a se comemorar, sabemos que a concorrência é grande e se destacar em meio a multidão é uma tarefa que exige muito esforço e comprometimento. Em 2016 tive várias surpresas felizes, o CN se tornou parceiro de algumas editoras, fizemos alguns publieditoriais e muita gente curtiu e compartilhou as minhas fotinhos por ai!

Cacto Colorindo NuvensOs seus sonhos mais impossíveis podem se realizar! Gostaria muito de voltar no tempo e dizer para a Daiane de 16 anos que anos a frente iríamos ter uma foto com o Simple Plan! Ainda há muito em mim daquela adolescente que cantava Welcome to My Life a plenos pulmões, se identificando com cada verso da letra. Conhecer os caras do Simple Plan de pertinho era um dos meus sonhos da vida. Realizá-lo me fez crer que as coisas que achamos mais impossíveis podem sim acontecer!

Cacto Colorindo NuvensSempre é tempo de fazer o que se gosta! A gente passa a maior parte da nossa vida trabalhando, nos sustentar em um país como o nosso está cada vez mais desafiador, mas porque não podemos fazer o que a gente gosta? Eu sei que nem sempre isso é possível! Passei anos em um emprego que me desmotivava principalmente pela falta de oportunidade de crescimento e mesmo assim, só saí de lá com um misto de alívio e medo, quando fui demitida. No ano que se passou, percebi que o caminho para trilhar um novo rumo profissional é longo e árduo, mas é algo que eu quero e posso encarar.

Cacto Colorindo NuvensCada coisa tem a sua hora para acontecer! Para ansiosos como eu é difícil controlar o nosso impulso de prever catástrofes. Me martirizei muito tentando ter domínio sobre tudo ao meu redor e isso só me levou a um caminho cada vez mais angustiante. Foi a duras penas que a vida me mostrou que nem tudo depende da gente para acontecer, as vezes, esperar é preciso!

E vocês? Tiraram quais lições de 2016? Até mais pessoal <3

FacebookTwitterInstagramBloglovin

RELATED POSTS

30 Comments

  1. Responder

    AMANDA ALMEIDA

    3 de janeiro de 2017

    Oi Dai, tudo bem?
    2016 foi um ano diferente, acredito que pra todo mundo. Fico muito feliz de saber que você está bem, se mantenha sempre assim ok?
    E sabe, também tinha essa neura com relação aos trinta, estou bem próxima de mudar a dezena de novo, mas hoje encara como algo natural. Tanto não pensar na cobrança da sociedade e continuo vivendo a minha vida. O importante é estar em paz e bem, o resto, é resto.
    Parabéns pelas conquistas com o blog, que ele continue crescendo, é complicado se destacar nesse mundo blogueiro, mas com amor e dedicação vamos criando um público que gosta do nosso trabalho.

    Forte abraço flor e um feliz 2017. Que esse ano seja muito abençoado.
    bjus
    Amanda

    • Responder

      Dai Castro

      4 de janeiro de 2017

      Obrigada pelas palavras Amanda! Como você bem falou, a pressão da sociedade sobre nós é pesada demais, está certa em estar de bem consigo mesma, o resto não importa mesmo! Espero que em 2017 possa trazer muito conteúdo bacana para cá, desejo muito sucesso para você nesse novo ano! Beijos!

  2. Responder

    Bruna

    3 de janeiro de 2017

    Dai sua linda, mas que ano hein? Aconteceu mt coisa, acho que 2016 foi um ano tenso pra muita gente mas, como tudo o que vc disse, msm nas piores situações nós podemos aprender muita coisa não? Concordo com tanta coisa que vc disse, eu tbm qria abraçar o mundo, resolver tds os problemas mas não dá =/ e a gente fica doente com isso. Acho que 2016 me ensinou a ser mais paciente, mais grata. Lindo seu texto e mt luz em 2017!

    • Responder

      Dai Castro

      4 de janeiro de 2017

      Obrigada Bruna! Sim, podemos aprender muito olhando para trás, né? Mas espero que os sofrimentos de 2016 possam ser substituídos por muitos momentos felizes nesse ano que acaba de começar :) Beijos!

  3. Responder

    Ianca.M.O

    3 de janeiro de 2017

    Oi Day! Td bem com você?
    Nossa me identifiquei muito com sua lições! Posso dizer que passei por boa parte delas também.
    Esse desespero todo que criamos de que em tal idade de nossas vidas, tudo deve estar no seu devido lugar, é insano.. Apesar de termo muitos medos e inseguranças, se pararmos para pensar a vida é passageira, e a consciência disto nos faz pensar tanto a ponto de não querermos nos desfazer dessa vida, das pessoas queridas, de nossas coisas, momentos que passaram por ela.
    Como consequência outras preocupações que vc citou como a responsabilidade que criamos de carregar o mundo quase nas costas, a falta de fé vamos dizer assim, de que nossos sonhos podem ser possíveis de se tornar real ou então a ansiedade que temos pela falta de paciência, pela falta de confiança no tempo que muitas vezes é o único que consegue resolver os problemas.
    Sem dúvida 2016 foi um ano muito difícil, acredito que todas as pessoas sentiram isso de certa forma, foi um ano de muito trabalho, sofrido até, que testou nossos limites, mas que quando paramos para refletir tudo que se passou, percebemos que foi um grande aprendizado.
    Não acompanho seu blog com frequência, inclusive ele está muito lindo! Desejo a você muito sucesso e não desanime nunca, a glória vem somente para aqueles que não desistem no caminho!
    Grande abraço, beijo!

    • Responder

      Dai Castro

      4 de janeiro de 2017

      2016 testou mesmo os limites de muita gente! As vezes nos falta paciência para esperar as coisas que não temos controle, acontecer. Mas, no final, podemos tirar muitas lições e evoluir como pessoa! Obrigada pelo apoio e desejo que 2017 seja um ano de muita luz em nossas vidas! Beijos!

  4. Responder

    Suzana

    3 de janeiro de 2017

    Adorei sua postagem. Me identifiquei principalmente com “Cada pequena conquista é algo a se comemorar”, pois acho que foi isso que mais levei de 2016, um ano em que meu lema foi “um passo de cada vez”, no meu caso foi com esse lema que consegui publicar meus livros, algo que me ajudou a fazer as pazes comigo mesma. Boa sorte para o Blog e para você em 2017! :)

    • Responder

      Dai Castro

      4 de janeiro de 2017

      Parabéns pela publicação do seu livro Suzana! Sim, 2016 foi um ano difícil para muita gente, mas temos que levar conosco as coisas boas e pequenas vitórias, né? Beijos!

  5. Responder

    Mia

    3 de janeiro de 2017

    Dai é bem verdade que tiveste um ano bem complicado (especialmente com os problemas de saúde dos dois últimos meses) mas é incrível ver tudo o que aprendeste. Eu, na verdade, não me posso queixar do meu 2016 acho que foi um ano difícil para o mundo em geral e eu tive os meus momentos difíceis mas quando fiz um balanço do ano admiti que as conquistas superaram as derrotas.
    Que 2017 seja um ano mais pacífico e bem abençoado para todos e que venha cheio de luz, saúde e coisas boas para ti. :)
    Ahh e continua a conquistar coisas com o Colorindo Nuvens. Eu adoro este blog é um daqueles blogs que eu tenho de vir visitar sempre então continua o excelente trabalho.

    Beijinhos

    http://buongiornoprincipessa3.blogspot.pt

    • Responder

      Dai Castro

      4 de janeiro de 2017

      Sempre podemos tirar bons ensinamentos nos momentos dificeis da vida e tentar enxergar as pequenas coisas boas e sermos gratos por isso, né? Fico muito feliz que goste desse meu cantinho! Desejo um 2017 cheio de luz para você! Um beijo!

  6. Responder

    Sheyla - DMulheres

    3 de janeiro de 2017

    Dai
    Que coisa maravilhosa , seus aprendizados. Sempre é bom rever as coisas, inovar em outras e coragem para aceitar todas. Adorei seu texto e aprendi muita coisa também, quer dizer, minha vida é um aprendizado constante.
    Seu layout está magnífico, quem fez?
    Beijos e bom início de 2017!
    DMulheresInstagram

    • Responder

      Dai Castro

      4 de janeiro de 2017

      Vivendo e aprendendo, né? :) Fico feliz que tenha gostado do layout Sheyla, fui eu que fiz a maior parte! Beijos!!!

  7. Responder

    DAYSE FERREIRA DA SILVA

    3 de janeiro de 2017

    Dai,meu 2016 tb foi complicadinho….
    Tenho depressão ,ansiedade generalizada e síndrome do pânico…
    além de ser hipertensa e outras coisas…
    Sei bem como é essas coisas.
    Fico muito feliz pela tua saúde restaurada e vc de volta aqui.
    2017 ,vai te trazer muitas coisas boas!!
    Deus te abençoe.

    • Responder

      Dai Castro

      4 de janeiro de 2017

      A fase é difícil mas temos que superar,né? Espero que 2017 seja um ano mais leve para nós! Obrigada pelo apoio <3

  8. Responder

    Karina Dias

    3 de janeiro de 2017

    Oi Daiane. Me identifiquei muito com seu post. Eu estava terminando o ano pensando que nada de bom aconteceu em 2016, o desânimo era profundo, mas eu resolvi tentar olhar pelo lado bom da coisa e percebi que muitas coisas que não aconteceram foram pra melhor.
    Fico feliz que esteja superando os problemas e desejo muita saúde e força. Que esse ano seja muito melhor e feliz =)

    Beijos!

    • Responder

      Dai Castro

      4 de janeiro de 2017

      Conseguir enxergar as pequenas coisas boas e ensinamentos do ano interior, nos ajuda a ver que para tudo tem um motivo, né? Espero que 2017 nos reserve muitas coisas boas! Sucesso para você! Beijos!

  9. Responder

    Malu Campos

    4 de janeiro de 2017

    Oi, Dai! Acabei de conhecer seu cantinho e já amei. Sim, 2016 foi um ano de muitos aprendizados, e vários dos meus são iguais aos seus. Principalmente o da depressão. Muitos consideram uma fraqueza, uma frescura. Mas a maior verdade é que significa um sinal de força, por você estar lutando! Nova leitora do seu blog aqui haha. Estou adorando.
    Aquele abraço.

    • Responder

      Dai Castro

      4 de janeiro de 2017

      Seja bem-vinda Malu <3 Sim, depressão é uma doença, que deve ser tratada como todas as outras. Espero vê-la mais vezes por aqui! Beijos e um ótimo 2017!

  10. Responder

    Clayci

    4 de janeiro de 2017

    Aiiiii Dai! Como eu me senti bem lendo esta publicação.
    Me identifiquei em várias coisas e te achei bem realista. Temos que lidar com o que temos e sermos gratos pelo que somos. Sem saúde não somos nada, LITERALMENTE.

    Que 2017 seja um ano maravilhoso pra gente, viu?
    Grande beijo

    • Responder

      Dai Castro

      4 de janeiro de 2017

      Que bom que te fez sentir um pouco melhor <3 Vamos esperar que 2017 seja um ano bem mais leve, né? Sucesso pra você :)

  11. Responder

    KARINE

    4 de janeiro de 2017

    que post lindo, Dai! bom ver que, apesar de todas as ruins que aconteceram (e ainda não me conformo com a barra que você passou em relação a sua saúde), você tirou muita coisa boa do seu ano <3 me deixou inspirada :) que 2017 seja maravilhoso! beijos.

    • Responder

      Dai Castro

      8 de janeiro de 2017

      É difícil pensar que demorei tanto tempo para ser diagnosticada, mas agora é tentar olhar para frente e fazer o tratamento direitinho! Se esse post conseguiu inspirar você, já estou muuito feliz! Obrigada, beijos <333

  12. Responder

    Danielle S.

    4 de janeiro de 2017

    Ei Dai, deixa eu começar esse comentário com uma perguntinha… Você tem quantos aninhos? Porque pela sua carinha, você deveria estar longe de se preocupar com os 30 anos, hahah!
    Acho que 2016 foi um ano bem ruim para muita gente (eu inclusa!) e a única coisa que podemos fazer é olhar para trás e tentar aprender com o que passou, exatamente como você fez. Levar as coisas boas e tentar mudar o que ficou de resquício de 2016!
    Feliz ano novo, Dai! Que 2017 só te traga coisas boas <3

    Beijo!

    • Responder

      Dai Castro

      8 de janeiro de 2017

      A minha carinha engana muita gente Dani, mas em novembro fiz 28 hahaha Nós temos que olhar para frente e levar alguns ensinamentos que 2016 deixou. Ooooh ano difícil.

  13. Responder

    letras e costuras

    4 de janeiro de 2017

    quando fiz 21 já fiquei preocupada com os 30, acredita? mas depois desencanei! 2016 minha mãe ficou muito doente, foi um ano muito difícil e concordo isso sobre comemorar sobre não sentir dor etc. <3 te desejo boa sorte em 2017, na saúde, trabalho e que consiga mais parcerias e muito sucesso! meu 2016 me fez acreditar em novas coisas e parar de ser tão pessimista, às vezes ficava/fico com raiva por um mínimo detalhe, agora estou tentando ficar de "bowie". :*** muá!

    • Responder

      Dai Castro

      8 de janeiro de 2017

      Essa pressão com a aproximação dos 30 acaba nos deixando mal, o ideal é tentar ficar de boa mesmo haha Desejo toda felicidade pra você e sua família nesse novo ano <3

  14. Responder

    Jaqueline

    19 de janeiro de 2017

    Oi! Me identifiquei bastante com vários pontos que levantou, como esse de se aproximar dos 30 e sobre depressão. Gostei da sua atitude de ter exposto isto, e gostei do blog também. Grande beijo!

    4sphyxi4.blogspot.com.br

    • Responder

      Dai Castro

      19 de janeiro de 2017

      Obrigada Jaque! <3 Essas coisas acabam nos atrapalhando muito, né? É importante discutir! Beijos!!

  15. Responder

    Juliana

    13 de fevereiro de 2017

    Nossa Dai, eu me identifiquei tanto, mas tanto com esse post. E tenho que agradecer por você ter colocado em palavras muitas das coisas que vinham me angustiado e eu não conseguia expressar.
    Eu tenho me preocupado muito também por estar mais próxima dos 30 anos. Quando a gente é mais novo imagina que com essa idade nossa vida vai estar resolvida em todos os sentidos, né?! E isso não ter acontecido estava me deixando muito mal.
    Tô tentando melhorar isso, assim como a ansiedade, a depressão e as auto cobranças excessivas.
    Eu também tenho mania de me responsabilizar e me culpar se a vida das outras pessoas não está como deveria. Chego até ao ponto de achar que eu não posso estar me sentindo bem se determinada pessoa que eu gosto está mal. E isso é muito ruim. Como você disse, não temos controle sobre tudo e cada um é responsável por suas próprias escolhas.
    Lendo o que você escreveu, pude perceber que 2016 também foi um ano de aprendizados para mim.
    E que 2017 seja mais leve para nós  <3

    • Responder

      Dai Castro

      14 de fevereiro de 2017

      A gente acaba entrando em um ciclo de cobranças que não é brincadeira, né? É importante a gente admitir que precisamos de ajuda e acima de tudo manter as esperanças de que tudo irá se ajeitar!
      Fico feliz que o texto tenha te ajudado de alguma forma! 2017 está só começando e tenho certeza que será um ano com muita superação e coisas boas! Beijos <3

LEAVE A COMMENT