Resenha do Livro: Belas Maldições de Terry Pratchett e Neil Gaiman

Resenha Livro Belas Maldições Neil Gaiman Terry Pratchettchet-ColorindoNuvens

Olá Pessoinhas coloridas! Hoje estou de volta ao blog para uma resenha de Belas Maldições!
Preciso confessar uma coisa, sempre tive um baita preconceito para com livros de comédia, na minha cabeça não tinha como um livro ser realmente engraçado, achava que comédia literária era uma grande furada!

Resenha Livro Belas Maldições Neil Gaiman Terry Pratchettchet-ColorindoNuvens

Oi. Como vão? O mundo já acabou?

Não poderia estar mais enganado! O livro Belas Maldições – As justas e precisas profecias de Agnes Nutter, Bruxa chegou aqui em casa e já fui logo correndo pedir para que a Dai me deixasse resenha-lo, pois a temática me agrada muito.

Belas Maldições: As justas e precisas profecias de Agnes Nutter

Resenha Livro Belas Maldições Neil Gaiman Terry Pratchettchet-ColorindoNuvens

Em Belas Maldições Terry Pratchett (da série Tiffany Dolorida e Discworld) e Neil Gaiman (de Coraline) escrevem mais uma releitura do apocalipse, mas desta vez vemos tudo ocorrer pelos olhos de dois amigos bem incomuns: Aziraphale, o anjo que protege e se compadece da humanidade, afinal ele abre mão da própria espada flamejante para que Adão e Eva consigam fogo para se manterem aquecidos após a expulsão do paraíso, e Crowley, demônio rastejante que um dia pode ter sido uma tal cobra, em uma tal árvore da vida ai…

Resenha Livro Belas Maldições Neil Gaiman Terry Pratchettchet-ColorindoNuvens

O Inferno não era um grande reservatório de maldade, não mais do que o Céu, na opinião de Crowley, era uma fonte de bondade; eles eram apenas lados do grande jogo de xadrez cósmico. Onde se encontra a coisa em si, a verdadeira graça e a verdadeira treva da maldade, era bem no interior da mente humana.

Com o passar dos milênios ambos se tornam cada vez mais apegados à humanidade e resolvem conspirar juntos para que o fim do mundo seja adiado mais uma vez.

A escrita de Pratchett e Gaiman

Resenha Livro Belas Maldições Neil Gaiman Terry Pratchettchet-ColorindoNuvens

Pratchett e Gaiman constroem diversos personagens extremamente carismáticos e na mesma proporção, esquisitos. Aliás, esquisitice aqui é a lei, como todo bom humor inglês quase todas as passagens da obra são pautadas no absurdo ou em como pessoas normais lidam com situações esquisitas.

Resenha Livro Belas Maldições Neil Gaiman Terry Pratchettchet-ColorindoNuvens

Pode ajudar na compreensão das questões humanas ter uma noção clara de que a maioria dos grandes triunfos e tragédias da história é provocada não porque as pessoas são fundamentalmente boas ou más, mas porque são fundamentalmente pessoas.

Resenha Livro Belas Maldições Neil Gaiman Terry Pratchettchet-ColorindoNuvens

Outra ferramenta de narrativa extremamente utilizada e que me arrancava muitas gargalhadas eram as constantes notas de rodapé que serviam para dar uma profundidade a um personagem (revelando alguma passagem curiosa de sua vida) ou mesmo um relato com um olhar sarcástico de algum hábito da vida moderna.

Por fim, este livro apresenta uma história gostosa de ler, não é nada revolucionário, um tanto previsível até, mas seus personagens são tão divertidos que acabei por me preocupar menos com o desenrolar da trama e mais com como os personagens reagem a tudo isso. No final foi uma baita lição de como nas mãos de autores competentes podemos sentir todo tipo de emoção.

Cinco nuvens apocalípticas mais que merecidas. 

Resenha Renato da Cunha

Classificação do livro: 5 estrelasTítulo: Belas Maldições | ISBN: 8528622002 | Ano: 2017 | Especificações: 350 páginas | Editora: Bertrand Brasil| Comprar: Amazon

[Esse livro foi enviado pela Grupo Editorial Record]

RELATED POSTS

22 Comments

  1. Responder

    Viviane Oliveira

    2 de agosto de 2017

    Babe, eu amei as fotos quando vi o ensaio lá no stories. Ficou mega fofo ❤️
    Agora sobre o livro, eu fiquei curiosa aqui para ler, pois amo coisas místicas e bruxinhas.

    Beijos, Renato
    Supimpa Girl

    • Responder

      Dai Castro

      2 de agosto de 2017

      Fico feliz que tenha gostado das fotos <3 O Renato gostou muito desse livro e acho que a atmosfera é bem essa mesmo!
      Beijos!!

  2. Responder

    Lívia Madeira

    2 de agosto de 2017

    que indicação super legal! adorei as fotos com essa caveira e gostei mt de conhecer o titulo, faz tempo que quero ler alguma coisa do neil gaiman

    http://www.tofucolorido.com.br
    http://www.facebook.com/blogtofucolorido

    • Responder

      Dai Castro

      6 de agosto de 2017

      HAHAHA achei que a caveirinhas deu um clima bem sombrio e ao mesmo tempo fofo para as fotos hahaha!

  3. Responder

    Juliana

    2 de agosto de 2017

    Eu tava confundindo muito esse livro com o novo do Eric Novello, “Ninguém Nasce Herói” rs. Acho que por conta do fundo escuro e da fonte parecida (pelo menos pra mim). Só quando você publicou a resenha com o nome que fui me atentar pra isso.
    Não que aconteça sempre, mas já dei boas risadas com algumas leituras que eu fiz, como essa de agora, “Minha Lady Jane”. Então gosto quando o livro puxa para esse tom de comédia. E aí nem me importo se ele é um pouco previsível, contanto que me mantenha entretida. E parece ser bem o caso desse. E a temática me pareceu bem interessante também!
    Só li um livro do Neil Gaiman até hoje, mas gostei bastante e tenho curiosidade de ler Terry Pratchett desde que vi a resenha da Dai aqui. Vou adicionar esse livro na minha lista! Tenho certeza que vou gostar :D

    • Responder

      Dai Castro

      6 de agosto de 2017

      Oi Ju, tudo bem? Acabei de pesquisar a capa do livro que você citou e realmente, dá para se confundir sim! As vezes, uma obra que nos faz rir nos ajuda a dar aquela descontraída que estamos precisando, né?
      Quando ao Terry Pratchett eu gostei muito dos livros da Tiffany Dolorida! Muito amorzinho haha!
      Fico feliz que o livro tenha te interessado!
      Beijos!

  4. Responder

    Regiane Nepomuceno

    2 de agosto de 2017

    Juro que fiquei com medo das fotos. Um clima bem gótico e macabro.. kk
    Bem haver com a temática do livro. Muito boa sua resenha.

    Beijos
    La Rosa Blanca

    • Responder

      Dai Castro

      6 de agosto de 2017

      HAHAHAH
      Tente reproduzir esse tom mais sobrenatural mesmo hahahahah!

  5. Responder

    Carol Sena

    2 de agosto de 2017

    nuca li um livro de comédia, mas a resenha me instigou, a capa é bem legal e ganhou 5 estrelas?? já esta na lista.

    Blog Entre Ver e Viver

    • Responder

      Dai Castro

      6 de agosto de 2017

      Esperamos que goste Carol <3

  6. Responder

    Juliane

    3 de agosto de 2017

    Oi Renato, tudo jóia?
    Tenho que avisar que não estou familiarizada com a escrita de nenhum dos autores. E não é por falta de vontade: já tive vários livros do Neil Gaiman na lista de leitura e acabei deixando de lado por falta de tempo. Mas me dei muito bem com a escrita deles, me diverti bastante, soltei várias gargalhadas e me adaptei fácil. O humor sarcástico deles me lembrou as antigas crônicas do Luis Fernando Veríssimo e até do Keith Stuart, autor de O menino feito de blocos. A história é envolvente, a escrita impressionante, e os personagens adoráveis.
    Beijos!

    • Responder

      Dai Castro

      6 de agosto de 2017

      Agora que você e o renato gostaram pra caramba desse livro, preciso muuuuito lê-lo! Beijos!!

  7. Responder

    Lívia Santana

    3 de agosto de 2017

    Amei a resenha, mas confesso que passei mais tempo babando as fotos! Que blog mais lindo! Sou doida para começar a ler Neil Gaiman. O demônio Crowley me lembrou um certo personagem que por ventura também é demônio de uma certa série de tv hahahaha
    Beijão!

    • Responder

      Dai Castro

      6 de agosto de 2017

      hahahaha Sim, quando o renato me contou a sinopse e as suas opiniões, a imagem desse “certo ator” também surgiu na minha mente hahaha!
      Fico muito feliz que tenha curtido o blog e a resenha!
      Beijos!

  8. Responder

    Camila Faria

    3 de agosto de 2017

    Oi Renato, eu já tinha lido algo parecido a respeito do livro, que ele é engraçado e com personagens cativantes. Doida pra ler!

    • Responder

      Dai Castro

      6 de agosto de 2017

      Esperamos que goste <3

  9. Responder

    Bia

    4 de agosto de 2017

    Esse autor não é o mesmo que escreveu Deuses Americanos? Eu não cheguei a ler os livros, mas vi uns dois episódios da série.

    Bjus

    • Responder

      Dai Castro

      6 de agosto de 2017

      É o mesmo Sim Bia! O Neil Gaiman :)
      Você gostou da série?

  10. Responder

    Clayci

    7 de agosto de 2017

    Oi Renato!! Gostei de ver vc por aqui <3
    Eu adoro Neil Gaiman, mas sinto culpa por não ter conseguido ler várias obras dele.
    E sua resenha me deixou curiosa, fora que os quotes que selecionou tbm atrai a atenção.
    QUERO ESSE LIVRO PRA ONTEM..
    Adorei sua resenha..
    Beijos para vcs <3

    • Responder

      Dai Castro

      21 de agosto de 2017

      Espero que goste Clayci!

  11. Responder

    Luciana Midory

    7 de agosto de 2017

    Se tem um escritor que eu amo nessa vida, é o saudoso Terry Pratchett. Discworld é a única série e livros que viciei, é muito engraçado, estranho e peculiar! ahahaha.
    Pelo visto, Belas maldições segue essa mesma linha, para minha sorte! Vai ser minha próxima aquisição, sem sombra de dúvidas <3

    • Responder

      Dai Castro

      21 de agosto de 2017

      Espero que goste Lu! Eu e o re temos muita vontade de ler os livros da discworld!

LEAVE A COMMENT