Eu tenho amado acompanhar os últimos lançamentos de quadrinhos e Mangás da Darkside Books. A minha última leitura dessa categoria foi Lady Killer, um quadrinho de Joëlle Jones em parceria com Jamie S. Rich.

A obra faz um parzinho super especial com Lady Killers: Assassinas em Série. Além de combinar na atmosfera e no tema abordado, as cores da arte de ambas as obras faz o casamento perfeito na nossa estante!

Lady Killer | Darkside Books

Lady Killer Quadrinhos Darkside Books

E por falar em casamento, em Lady Killer acompanhamos a vida comum de Josie Schuller uma esposa dedicada, que cuida da casa, dos filhos e até da sogra bisbilhoteira. Nada na vida dessa dona de casa, pomposa e comum parece fora do lugar.

É preciso ter um olhar bastante sagaz para perceber a sua vida paralela, afinal, quem iria desconfiar de ser tão angelical e dedicado?

Lady Killer Quadrinhos Darkside Books

Josie Schuller se esconde por traz do estereótipo da boa esposa dos anos 60, mas faz parte de um submundo bastante perigoso: ela é uma assassina de aluguel.

A cena inicial da HQ já é bastante impactante: Josie Schuller está em missão e para aproximar-se de sua vítima se apresenta como revendedora Avon, nessa hora foi impossível não rir. Acho que a categoria Humor Mórbido define bem essa HQ.

Lady Killer Quadrinhos Darkside Books

Nas páginas seguintes vemos Josie em plena ação e constatamos que ela, realmente, não brinca em jogo.

Lady Killer: Contexto Histórico

É legal entender um pouquinho do contexto histórico a cerca da história. Lady Killer passa-se nos anos 60, período em que houve a Segunda Onda do Feminismo. O movimento que iniciou-se nos Estados Unidos e posteriormente, se espalhou para o resto do mundo, além de abordar questões como sexualidade, mercado de trabalho e família, foi marcado por um forte debate sobre a domesticidade.

Lady Killer Quadrinhos Darkside Books

O quadrinho tem um enredo que ironiza bastante o modelo da família perfeita dos Estados Unidos daquela época. Infelizmente, o assunto ainda é atual, já que os preconceitos e estereótipos sobre o papel da mulher ainda se faz presente na nossa sociedade, como a célebre frase “Bela, recatada e do lar”

Apesar de termos consciência do quão errado é a “função” desempenhada pela protagonista, a gente acaba torcendo para que ela se safe em todas as situações e que não seja descoberta.

Lady Killer Quadrinhos Darkside Books

O ritmo ditado pelas ilustrações é bastante dinâmico, quando mal nos damos conta já estamos nas últimas páginas. O final deixa um gancho bastante interessante para o próximo volume e eu, com certeza, quero acompanhar os próximos desdobramentos da vida da Josie.

Se você quer uma leitura divertida e que passe voando, se joga em Lady Killer. Até mais pessoal :)


Nota: ☆☆☆☆☆ | Título: Lady Killer HQ | ISBN: 8594541724 | Ano: 2019 | Especificações: 144 páginas | Editora: Darkside Books | Comprar: Amazon, Darkside Books

[Esse livro foi enviado pela Darkside Books

RELATED POSTS

4 Comments

  1. Responder

    Thaís

    22 de setembro de 2019

    Gosto muuuito das suas dicas de leitura! E fico encantada com o capricho das suas fotos!

    • Responder

      Dai Castro

      24 de setembro de 2019

      Ahh obrigada <3
      Me inspira muito ler comentários como esse <3

  2. Responder

    Amanda

    23 de setembro de 2019

    Ultimamente eu só to comprando livros físicos quando a versão física é linda assim, e esse me deu vontade demais. Além de lindo parece ser bem interessante, to precisando de uma leitura dessas que a gente nem vê acabar.

    • Responder

      Dai Castro

      24 de setembro de 2019

      Eu prefiro ler quadrinhos assim, em versões físicas também. As edições da Darkside são bem lindonas e dá vontade de ter na estante pra folhear de vez em quando <3

LEAVE A COMMENT