É tão difícil começar a escrever sem um assunto definido, mas tenho gostado que seja assim. Por mais que já tenha feito isso no passado, não sinto mais a urgência de compartilhar a minha opinião aqui no blog sobre tudo o que ando vendo e consumindo.

Me lembro bem da sensação de estar correndo sempre contra o tempo com uma pendência de ainda não ter postado isso ou aquilo no blog. Acho que levava ao pé da letra aquela ideia dos tempos atuais: se não compartilhou, não existiu.

Eu sigo com muita vontade de documentar como tem sido meus dias. Tenho apego às lembranças, porém, descobri que não preciso fazer isso necessariamente de maneira pública. Em Outubro, como tivemos alguns eventos diferentes durante o mês (como o aniversário do Re e o Halloween) fiquei muito animada para documentar em formato de vídeo. É algo bastante pessoal (filmagens caseiras, feito na correria e sem uma real preocupação com a estética), só fui filmando alguns momentos e reuni em um grande vlog, o vlog caseiro e sem filtro dos Castro & Cunha haha.

É um presente só pra mim e pro Re, algo que mais tarde a gente pode recordar e relembrar os velhos tempos.

Bullet Journal setembro
Resuminho do mês de Setembro no Bullet Journal

Falando em documentar, mesmo atrasadinha fiz a minha capa de Novembro do Bullet Journal. Esse mês, tudo indica que só vou utilizá-lo como diário, mesmo. Não estou com muita criatividade para criar as páginas semanais. O meu bujo está longe de seguir as regrinhas do método, mas acho que fazer as coisas justamente de um jeito mais personalizado, de acordo com a vibe do momento, me ajuda a levar adiante a proposta.

Quando algo se torna obrigatório na minha vida, vou pegando um belo bode daquilo e a minha vontade é apenas, sair correndo pra longe. Já dá pra imaginar o quanto isso pode se mostrar problemático na vida adulta que, não tem choro, nem vela, é totalmente On my own… enfim, não é uma questão simples :/

Dai Castro Autoretrato

Essa fotinho acima me lembra que ainda não dei uma finalidade aos galhos secos que colhi no parque aqui perto de casa e que inicialmente, seriam para incrementar a minha decoração de Halloween. Olhando no Pinterest dá pra ter ideias bem legais de decoração com galhos, quem sabe não sai uma guirlanda ou um mobile pro Natal?

Já estou inclusive fazendo alguns bordadinhos pra presentear algumas pessoas no final do ano. A minha pretensão é mais pé no chão, talvez consiga finalizar dois ou três até o Natal, acho um presente bem afetivo e isso me faz me sentir bem ♡

Que loucura pensar que já estamos praticamente no Natal! 2020 está passando de maneira estranha…

RELATED POSTS

12 Comments

  1. Responder

    Renato Shinsei

    26 de novembro de 2020

    Meu bordado vai ter qual tema?

    • Responder

      Dai Castro

      30 de novembro de 2020

      haha bobo!
      O seu é só sob encomenda xP

  2. Responder

    Natália Oliveira

    7 de dezembro de 2020

    Depois que eu vi o vídeo sobre slow blogging da Natály Neri (recomendo esse vídeo para todo mundo), me senti mais confortável para voltar a postar no meu blog. É como você disse: a obrigatoriedade faz a gente “pegar um bode” das coisas e fica mais difícil quando precisamos fazer as coisas por obrigação – mesmo quando é uma obrigação que a gente “inventa”. Sobre os bordados, achei um presente super carinhoso. Eu amaria receber bordados personalizados de presente de natal e tenho certeza que todos vão gostar ♥

    • Responder

      Dai Castro

      16 de dezembro de 2020

      Oi natália!
      Eu vou procurar esse vídeo porque parece uma reflexão bastante importante.
      Realmente, as vezes a gente se perde nas nossas necessidades e obrigações que inventamos pra gente, mesmo que seja algo que em primeiro lugar, teria que nos fazer bem!

      Estou indo pro terceiro bordadinho <3
      Obrigada pelo comentário!
      Beijos

  3. Responder

    BA MORETTI

    17 de dezembro de 2020

    parece que a gente perde todo o propósito quando começa a se cobrar a postar né? gosto demais quando é nesse pegada de ir escrevendo sem roteiro mesmo, só organizando as ideias e compartilhando pra nós mesmos ♥

    • Responder

      Dai Castro

      17 de dezembro de 2020

      Sim é verdade, é bem isso mesmo! E estou gostando bem mais que seja assim, mais natural e suave <3

  4. Responder

    K.

    22 de dezembro de 2020

    também tenho esse problema quando alguma coisa que é prazerosa pra mim acaba virando obrigação, sempre desanimo e por esse motivo mesmo acabei abandonando o bujo pela milésima vez hahaha agora quero muito engatar um journal ou art journal, pra fazer umas colagens e deixar bonito quando eu quiser e me sentir inspirada, vamos ver. amei o climinha desse post, amo esse jeito calmo pra falar sobre a vida e o cotidiano ♥ e as fotos estão muito lindas!

    • Responder

      Dai Castro

      30 de dezembro de 2020

      Finalmente encontrei o seu comentário K! Obrigada por me avisar lá pelo Ig hehe!
      Eu também já me frustrei bastante abandonando bujos pela metade, quero muito manter um journal cheio de coisinhas criativas também!! Faz o seu e compartilha algumas criações com a gente! Você tem um bom gosto absolutamente pra tudo nessa vida e sei que vai ser lindo <3
      Que bom que gostou do post, to gostando bastante de ir voltando a esse mundinho dos blogs!!
      Um beijo!

  5. Responder

    Barbara Bueno

    26 de dezembro de 2020

    Oi Dai, como você está? Passando aqui para te desejar um feliz ano novo !
    Você está certíssima de se livrar de tudo o que se torna obrigação, eu entendo bem essa sensação. É diferente quando fazemos algo por amor de quando faz por dever , pressão e etc…

    Amei suas fotos.

    Beijos

    Desejo tudo de bom para ti

    • Responder

      Dai Castro

      30 de dezembro de 2020

      Saudades Babi <3 Simmm! Acho que merecemos uma rotina mais leve! Ir tirando o peso das coisas desnecessárias é bem libertador!
      Desejo um ótimo 2021 pra você! Que seja mais leve!

      Obrigada pelo apoio de sempre!
      Um beijo

  6. Responder

    Váh

    30 de dezembro de 2020

    Que legal isso do vlog bem caseiro e sem essa pressão de compartilhar de modo público.
    Assim como você eu também tenho muitooo apego por memórias e lembranças, mas ainda sim gosto da sensação de poder dividir isso com as pessoas de modo público, acho legal!
    Mas confesso que as vezes bate uma ansiedade sobre isso, porém tento compartilhar no meu tempo.
    Adorei sua última foto com o galho, muito linda ♥

    https://www.heyimwiththeband.com.br/

    • Responder

      Dai Castro

      30 de dezembro de 2020

      Eu te entendo Váh! Guardar nossas lembranças é muito bacana! Acho legal também compartilhar algumas coisas, mas estou aprendendo que também posso guardar muitas coisas só pra mim e que tá tudo bem também haha!
      Que bom que gostou da foto!!
      Muito obrigada! Um beijo

LEAVE A COMMENT