HQ – We 3 Instinto de Sobrevivência

We3-ColorindoNuvens

We3-ColorindoNuvens

Sou assumidamente uma apaixonada por animais. Considero isso uma das minhas principais virtudes e me orgulho muito disso. Não é de se espantar que histórias dramaticas que possuem animais como protagonistas são capazes de me envolver de uma maneira absurda e com We3 Instinto de Sobrevivência não foi diferente, justamente por retratar a arrogancia dos seres humanos e a sua insasiável sede de controle sobre a natureza e outras espécies consideradas”inferiores”.

We 3 é uma história comovente sobre três animais modificados para se tornarem verdadeiras máquinas de guerra. O propósito inicial desse experimento que deu origem aos Biorgs (ou organismos bioprojetados) era justamente substítuir a força humana em diversos aspectos com o foco principal nas guerras do futuro que seriam lutadas por animais treinados e controlados remotamente.

O experimento “Armamento Animal 3” é composto por três integrantes: um cachorro, um gato e um coelho. Os personagens são equipados com uma armadura metálica, que lembram grandes insetos, deixando a mostra apenas as suas cabeças, o único traço preservado de sua verdadeira natureza.

We3

Apesar de todas as modificações que permitiram aos animais até mesmo expressarem os seus sentimentos em poucas palavras houve a exploração de seus principais sentidos e extintos. O cachorro foi transformado em um poderoso tanque de guerra, o gato, numa máquina furtiva e letal, já o coelho foi treinado para espalhar minas terrestre e gases venenosos.

Treinado como uma verdadeira equipe, os animais se ajudam durante as batalhas e nesse contexto a doutora Roseanne Berry teve uma importante participação. A personagem é a única cientisca que ainda os vê como animais e não apenas como um equipamento que tornou-se defasado após o aprimoramento da tecnologia em novos experimentos. É justamente após o anuncio do encerramento da operação We3 e de uma sucessão de fatos capazes de criar muita tensão e grandes expectativas, que os três animais armados com alto poder bélico vê-se solto na natureza próximo á area de grande concentração de civis.

We3

Já nas primeiras cenas da HQ não resta dúvida ao leitor do alto nível de sanguinolência que ele irá se deparar nas próximas páginas.

Os autores buscaram contrabalancear o apelo emocional que geralmente histórias protagonizadas por animais fofinhos possuem inserindo passagens de muita violência, evidenciada detalhadamente nos quadrinhos que não nos poupa visualizar vísceras e corpos dilacerados.

We3

A trajetória desse animais é contada principalmente por meio de imagens. Há poucos diálogos na história que tem seu foco na arte e nos movimento das cenas, pelos quadros distribuídos de forma não linear sobre a página.

Uma ideia muito legal, foi demonstrar ao leitor que os protagonistas foram um dia, apenas animais de estimação de alguma família. Durante a história nos são apresentados cartazes de “Procura-se” com a foto dos animais e um texto explicando suas principais características físicas, personalidade e o apelido pelo qual eram chamados. Impossível não se comover.

RELATED POSTS

LEAVE A COMMENT