Após assistir The Avengers e sair do cinema literalmente de queixo caído, me tornei instantaneamente uma (fã aprendiz) dos vingadores. Por não saber muito mais do que é mostrado nas adaptações cinematográficas dos quadrinhos da Marvel, resolvi fazer uma série de Posts para conhecer melhor cada um dos heróis que compõem atualmente a equipe dos vingadores.

Bom… Vou começar falando do Homem de Ferro, o meu preferido, na verdade a ordem dos Posts refletem a minha ordem de preferência e interesse *RS*

A personalidade irreverente e debochada de Tony Stark, o Homem de ferro, logo o diferencia das demais personalidades heróicas que vemos por ai. O fato de assumir publicamente ser quem realmente é, ou seja, admitir ser o poderoso Homem de Ferro já colabora também para destacá-lo do padrão seguido pela maior parte dos heróis já criados.

Preste atenção nesse diálogo, ocorrido em (The Avengers, 2012) e me diz se ele realmente não é o cara! Respondendo a provocação de Steve Rogers (Capitão América)

Steve Rogers: Fica grandão na armadura né, e sem ela, o que você é?

Tony Stark: Gênio, bilionário, playboy, filantropo?

O homem de ferro é isso! Ele sabe aproveitar a fama que adquiriu por assumir sua identidade heróica. Não é um herói tão bonzinho ou íntegro, mulheres, dinheiro, fama, fazem parte da vida de Stark, mas ainda assim o personagem é adorável com sua língua afiada e impulsividade.

De certa forma o que o Capitão América disse, tem certo fundamento. Tony Stark não possui nenhum poder que venha dele mesmo, sem sua armadura, ele não passa de um humano comum, aliás, não tão comum. Ele possuiu uma inteligência inquestionável, porém, Tony Stark não construiu a armadura por que simplesmente queria. Pra entender o porquê vamos conhecer quais são as origens desse super herói.

A primeira aparição do Homem de Ferro nos quadrinhos da Marvel ocorreu durante um período conturbado. O mundo estava passando pela Guerra Fria, o ano era 1963. Nesse contexto surgiu a personalidade Tony stark jovem que herdou de seu pai, a milionária indústria bélica, que fornecia armamentos que alimentavam a Guerra do Vietnã.

Primeiras edições de Iron Man, em Março de 1963

Podemos concluir então que o Homem de Ferro é um herói bem contraditório, enquanto anteriormente produzia armas que seriam usadas na Guerra e obviamente ceifaria milhares de vidas, tornou- se em seguida um herói capaz de proteger toda uma nação.

Essa reviravolta na vida do personagem ocorre quando ao inspecionar mais uma das invenções armamentista das indústrias Stark, Tony acaba sendo vítima de um acidente. Atingido por estilhaços de bomba que a partir de então constituiu em um risco de vida permanente para o personagem, Tony é Resgatado pelos vietnamitas, tornando- se um prisioneiro e obrigado a fazer armas para o exército inimigo. Foi devido a essa condição, que Stark constrói um aparelho que fica alojado em seu tórax, para impedir que os destroços das bombas atinjam seu coração (essa questão varia bastante por haver diversas versões sobre a história).

Foi enquanto era prisioneiro que Tony conhece Dr. Yinsen, também cativo dos vietnamitas, e é ele que ajuda Stark a construir ao invés das armas solicitadas, uma armadura de ferro á base de transistores, a única alternativa que pudesse dar a eles alguma chance de sair do cativeiro com vida.

A invenção surte resultado, porém durante a fuga Dr. Yesen é atingido e morre em seguida sem alcançar enfim, a liberdade esperada. Após derrotar seus inimigos e retornar aos Estados Unidos, Stark, resolve além de parar a produção de armamentos e dedicar sua companhia no ramo da pesquisa e aperfeiçoamento de diferentes formas de energia, passa a trabalhar também em sua armadura implantando tecnologias avançadas permitindo que ele inicie assim, com o auxilio de uma armadura poderosíssima seu trabalho como herói.

Os quadrinhos da Marvel seguem uma espécie de ciclo, de tempos em tempos, há uma renovação do personagem. Ele morre e pode ressurgir nas histórias seguintes com outras versões, adequando-se, por exemplo, ao contexto histórico do momento, mudam-se as guerras e a história procura se enquadrar a realidade do momento, contudo, na maior parte das histórias lançadas, a personalidade do Homem de Ferro basicamente a mesma, problemas com bebidas, mulheres são bem comuns. Stark, porém, já teve versões bem peculiares, lançadas no Universo paralelo da Marvel, que pode ser traduzido como um mundo imaginário, nele há versões, por exemplo, da década de 90 em que o personagem ressurge na pele de uma mulher, de nome Natasha Stark e o mais curioso é que a versão feminina do Homem de Ferro acaba rendendo-se aos encantos do Capitão América e casa-se com ele (o.O). Stark já foi recriado também como adolescente ou até mesmo cadeirante, permanecendo em pé somente quando usava sua armadura.

Arte conceitual de Iron Man em The Avengers  (2012)

O Universo das HQs dos Super Heróis é muito vasto, seria impossível transmitir sua complexidade em um único Post, porém essas informações podem ter ajudado os recentes fãs dos vingadores a se interar um pouco da história do Herói mais hilário da equipe, pelo menos, assim espero ;)

RELATED POSTS

LEAVE A COMMENT