Filme – Boyhood: Da Infância à Juventude (2014)

boyhood-ColorindoNuvens

boyhood-ColorindoNuvens

Após as muitas indicações ao Oscar, inclusive como melhor filme e roteiro original e a informação de que a história foi filmada em 39 dias ao longo de 12 anos, Boyhood me despertou muita curiosidade por ser no mínimo, diferente das produções que costumamos encontrar.

Esse é o filme mais realista que já assisti, um simples relato da vida real onde coisas incríveis podem não acontecer, mas há desafios diários que todos nós, pessoas comuns, precisamos enfrentar.

BoyhoodDaInfanciaJuventude-ColorindoNuvensMason Jr. e seu pai

Richard Linklater, o diretor do longa se propôs a acompanhar a vida de Mason Jr. (Interpretado por Ellar Coltrane) durante 12 anos, da sua infância ao momento em que ingressou na faculdade.

A trama começa com Mason aos 6 anos de idade, o ano era 2002, e o garoto e sua irmã já enfrentavam os conflitos da convivência familiar e o processo de separação dos pais.

Boyhood, no entanto, não é um filme focado apenas em seu protagonista, percebemos a evolução das pessoas de seu núcleo familiar.

boyhood-ColorindoNuvensMason sua irmã Samantha e Olívia, a mãe das crianças

Enquanto Patricia Arquette, atuando como Olívia a mãe das crianças, precisa se recuperar de alguns relacionamentos conturbados Ethan Hawke, que dá vida ao pai, passa por um amadurecimento tardio. As atitudes de ambos acabam por influenciar na vida dos filhos, até que estes, estejam preparados para seguir seu próprio rumo ao chegar á idade adulta.

Todos os atores estão bem confortáveis em seus papeis, inclusive Lorelei Linklater, filha do diretor, que apesar de destoar com os demais integrantes da família, no que diz respeito às características físicas, traz para trama conflitos bem interessantes do relacionamento entre irmãos.

BoyhoodDaInfanciaJuventude-ColorindoNuvensMason prestes a cursar faculdade

Os fatos nos são apresentados em ordem cronológica e em meio aos lapsos de tempo, percebemos as mudanças físicas e psicológicas que ocorrem nos personagens e os conflitos e conquistas que pontuam cada fase de suas vidas.

Sem grandes reviravoltas, sem grandes emoções, Boyhood retrata a vida como ela é. Em diversos momentos senti falta de um clímax, de algo mais intenso, mas o filme permaneceu do início ao fim com os pés bem firmes na realidade.

Vocês já assistiram? Acham que Boyhood sairá vencedor no Oscar? Deixe a sua opinião nos comentários!

Leia Também

Deixe uma resposta