Me sinto muito bem quando assisto a filmes de boa qualidade, principalmente quando minhas expectativas são superadas! Na última maratona de filmes que assisti, tive muitas surpresas positivas, na minha lista teve Donnie Darko, As Aventuras de Tintim, Inimigos públicos e vou começar por um que já havia assistido anteriormente, A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça!

Essa era apenas a terceira parceria entre Tim Burton e Johnny Depp e aqui o “Universo Burton” se faz presente mais uma vez. As características do autor gerou até uma expressão específica, o Burtonesco! O estranho, o sombrio, o macabro é retratado de maneira inocente, diria até mesmo doce, o que pra mim, torna suas produções muito atrativas.

O excepcional “A lenda do cavaleiro sem cabeça”, é baseado num conto americano “The Legend of Sleepy Hollow”, de Washington Irving publicado em 1820.

A história de desenrola no Vilarejo de Sleepy Hollow, quando o policial Ichabod Crane (Johnny Depp) é convocado para ir investigar estranhos assassinatos que assolam o local. Os crimes seguiam invariavelmente um mesmo padrão, todas as vítimas eram decapitadas, fato que fez com que a população local passasse a atribuir os assassinatos a figura de um sanguinário guerreiro a muito, morto. A crença de que o assassino era na verdade, a figura fantasmagórica e agourenta de Hessian Horseman, guerreiro conhecido por sua insaciável sede de sangue, não fez com que o cético investigador deixasse de tentar provar por meios lógicos, a resolução desses crimes.

Logo percebemos que os métodos de investigação de Ichabod são completamente peculiares, ele trás um aparato de parafernálias produzidos por ele mesmo. O investigador passa a contar também com a ajuda da jovem Katrina Van Tassel (Christina Ricci), filha de um dos principais suspeitos de envolvimento no caso.

Bruxas, conspirações, estranhos acontecimentos sobrenaturais misturam- se ao clima de investigação. O clima do filme é de suspense e embora o terror seja amenizado com tiradas de humor negro, muito bem dosadas e em harmonia com todo o resto, encontramos muitas cenas ensanguentadas, com cortes de cabeça para todos os gostos.

O cenário constantemente enevoado, a arquitetura das casas, assim como as árvores retorcidas que compõem uma floresta nada amigável, tudo gera uma ambientação perfeita e expectativa para a aparição repentina do tal Cavaleiro sem cabeça. O reconhecimento veio através do Oscar conquistado como Melhor direção de arte em 2000.

Os personagens da trama são intrigantes, todos parecem suspeitos, presos a antigos segredos e conspirações. Depp também está super bem como o atrapalhado investigador, ele é o ponto de equilíbrio que fornece cenas bem cômicas em meio a essa atmosfera gótica. O personagem claramente se desenvolve com a trama provando a todos sua capacidade e talento como investigador.

Sendo uma fã assumida eis Johnny Depp como Ichabod Crane em destaque ;)

Atualmente há dois projetos intitulados Sleepy Hollow, ambos são uma adaptação da Lenda do Cavaleiro sem Cabeça para Tv, a proposta é praticamente igual, trazer a história para os tempos atuais. Muitas foram as adaptações para essa lenda, agora temos a notícia desses dois novos trabalhos, mas acho que dificilmente essas produções alcançarão o êxito obtido por Burton.

RELATED POSTS

2 Comments

  1. Responder

    Lauren M

    11 de dezembro de 2013

    Ele esta mto bonito nesse filme

    • Responder

      *Dai*

      12 de dezembro de 2013

      O Johnny Depp está muito bonito nesse filme mesmo, concordo! ;)

Leave a Reply to *Dai* / Cancel Reply