Filme – Musarañas (Shrew’s Nest, 2014)

Musaranas-ColorindoNuvens

Musaranas-ColorindoNuvens

Às vezes, tento fugir um pouco das produções Hollywoodianas dando chances a filmes independentes, menos populares.

Nessas minhas “experiências”, já descobri diversos filmes bacanas, alguns nem tanto, mas acho muito interessante observar uma linguagem diferente da que estamos acostumados.

Esses dias, vagando pelo Netflix, me deparei com Musarañas (Shrew’s Nest), um filme espanhol de baixo orçamento que conta a história de duas irmãs que vivem em um apartamento em Madri na década de 50.

Musaranhos são pequenos roedores que vivem escondidos em ninhos e apesar de sua pequena estatura, são também conhecidos por sua ferocidade. A escolha do nome do filme foi uma sacada muito boa, já que, faz analogia a vida levada por Montse (Macarena Gómez) e sua irmã mais nova.

Musaranas-ColorindoNuvens

O que mais me chamou a atenção na sinopse foi o fato da protagonista sofrer de Agorafobia, medo de se encontrar sozinha em espaços públicos, dessa forma, Montse passa todos os dias de sua vida dentro do apartamento, tendo como único elo com o mundo externo, seus trabalhos esporádicos como costureira e a própria irmã caçula.

Devido à morte da mãe Montse viu-se obrigada a cuidar da irmã desde cedo e demonstra um comportamento excessivamente rígido com a Ninã (Nadia de Santiago), mesmo quando está já completou seus 18 anos. Sua obsessão só aumenta quando, Carlos (Hugo Silva) o vizinho do andar de cima, aparece em sua porta bastante ferido, e Montse influenciada por sua religião, decide ajudá-lo, trazendo-o para dentro de casa.

Musaranas-ColorindoNuvens

Frequentemente perturbada pelo fantasma de seu passado, Montse se torna ao longo do filme cada vez mais descontrolada, se tornando um risco real a segurança de seu hóspede adoentado e á própria irmã.

A partir da metade final, Musarañas muda de rumo inesperadamente, se tornando uma obra de grande suspense e terror. Eu sinceramente não esperava algo desse gênero, já que pouco sabia sobre o filme até então, mas achei interessante observar onde toda a história iria chegar.

Musaranas-ColorindoNuvens

O filme passa uma sensação claustrofóbica, já que, toda a trama se desenvolve dentro do apartamento das irmãs. Os diversos símbolos religiosos também são um ponto forte a observar, nos passando a sensação de estarmos sendo constantemente vigiados.

Uma das coisas que me incomodaram foi o excesso de informações na parte final e a falta de tempo de digerir tantas reviravoltas. Mas, apesar desse ponto, gostei do filme, recomendo para quem deseja assistir algo mais alternativo.

Vocês já conheciam essa produção? Também se surpreenderam com o rumo tomado pela história? Beijos e até a próxima! ;)

FacebookTwitterInstagramBloglovin

Leia Também

6 Comment

  1. Parece super interessante, nunca tinha ouvido falar!
    E você tem razão, tem saído tantas coisas ruins dos estúdios de hollywood que é uma boa alternativa buscar coisas bacanas, mas menos badaladas :D

    Beeijo
    http://resenhandosonhos.com

    1. Dai Castro says: Responder

      Às vezes vale a pena dar chances a produções desconhecidas, né? Eu fico bem curiosa quando me deparo com uma história incomum hehehe!

  2. E eu adoro ver recomendações desse tipo de filme – pouco conhecido.
    Quando tenho tempo fico rodando o netflix com meu pai, ou uso a net para procurar algo diferente.

    Anotei a indicação e pretendo dar uma chance em breve ^^
    Beijos

    1. Dai Castro says: Responder

      Eu sempre faço umas escolhas meio aleatórias. Às vezes descubro algo bom, as vezes nem tanto, rs. Mas sempre fico curiosa com histórias diferentes, daquelas que eu nunca ouvi falar, rs! Beijos!

  3. Seu texto me deixou ultra mega curiosa pra assistir o filme! Só falta coragem, sou meio medrosa pra filmes com um pouco de terror haha. Vou ver se tem na Netflix daqui também, se tiver, obrigo marido a assistir junto rs.

    1. Dai Castro says: Responder

      Hahaha! Eu não cheguei a sentir medo, mas o suspense na parte final foi bem forte! Quando temos companhia é mais fácil, né? rs Beijos!

Deixe uma resposta