Os Últimos 3 Lançamentos da Netflix que Assisti #01

Ultimos Lancamentos Filmes netfix

No último vídeo do canal, falei brevemente que no mês passado não assisti a praticamente nenhum filme! Pra mim é um pouco difícil dividir as coisas, quando me fixo em uma ideia, esqueço que existe outras possibilidades igualmente boas, ou que posso distribuir a minha atenção para várias atividades.

Pois bem, depois de uma maratona literária bem intensa, me bateu uma pequena ressaca literária e acabei preferindo adiar algumas leituras, para não forçar a barra mesmo. Então passei o final de semana assistindo a alguns filmes, foi quando surgiu a ideia de fazer um post contando a minha breve opinião sobre os últimos lançamentos da Netflix que assisti.

Os três filmes escolhidos (aleatoriamente) são lançamentos recentes, então aqui estão as minhas impressões sobre cada um deles!

O mínimo para viver | To The Bone | Nota: 4/5

Netflix Filme O mínimo para viver To The Bone

O Mínimo Para Viver chamou a minha atenção por sua proposta: mostrar os desafios de quem sofre de transtornos alimentares. No filme acompanhamos Ellen (Lily Collins), uma jovem que após passar diversas vezes por internações em clínicas de recuperação, aceita ser submetida a um tratamento não convencional.  A proposta do filme não é passar uma falsa sensação de esperança, onde no final tudo vai ficar bem e sim, transmitir de maneira bem crua, os desafios de quem enfrenta essa condição. A atuação de Lily Collins (que já sofreu de distúrbios alimentares na vida real)  foi bem convincente e a sua magreza impressiona, a atriz teve que emagrecer drasticamente para viver a personagem e chegou a receber elogios por sua aparência, isso resume bem os padrões de beleza doentios disseminado na mídia.

To The Bone é um filme bem angustiante, espero que as pessoas consigam interpretar de maneira correta a mensagem passada pelo filme.

To The Bone | Gênero: Drama | Ano: 2017 | Diretor: Marti Noxon

O guardião invisível | El Guardián Invisible | Nota: 3/5

Netflix Filme O guardião invisível El Guardián Invisible

O Guardião Invisível foi um dos primeiros filmes que “pulou” na minha timeline de novidades quando abri o aplicativo da Netflix. Esse lançamento trata-se de um filme espanhol de suspense, no qual, uma policial precisa voltar a sua cidade natal para investigar uma série de assassinatos de garotas. No geral, o suspense prende a nossa atenção, afinal, ficamos na curiosidade para desvendar quem está por traz dos crimes, porém, acho que a obra perdeu um pouco do foco ao tentar inserir alguns elementos fantásticos do folclore local.

Os flashbacks da vida da protagonista eram uma das partes mais interessantes para mim. Com isso pudemos entender melhor os traumas do seu passado e o que a levou se afastar de suas verdadeiras origens.

El Guardián Invisible | Gênero: Suspense | Ano: 2017 | Diretor: Fernando González Molina

Uma Beleza Fantástica | This Beautiful Fantastic | Nota: 3/5

Netflix Filme Uma Beleza Fantástica This Beautiful Fantastic

Uma Beleza Fantástica chamou a minha atenção pela delicadeza. Na história temos Bella Brown (Jessica Brown Findlay), uma jovem que sonha em se tornar uma escritora de livros infantis e que inicia uma improvável amizade com o seu vizinho: um velhinho rabugento que é apaixonado por jardinagem. A protagonista tem uma personalidade bem peculiar (me lembrando em alguns momentos a Amélie), mas acho que essa semelhança com o meu filme preferido da vida, dura pouco. A própria linguagem do filme se perde bastante da metade pro final, com mudanças um tanto infantis e cercadas de clichês.

Apesar desse desapontamento é um filme bonitinho de se ver. A atmosfera do filme e a sua fotografia é capaz de encantar (superficialmente), mas ficou longe de me arrebatar de verdade.

This Beautiful Fantastic | Gênero: Comédia Dramática | Ano: 2016 | Diretor: Simon Aboud

Vocês já assistiram a alguns desses filmes? Tem algum filme bacana para indicar? Até mais pessoal!

FacebookTwitterInstagramBloglovin

Leia Também

20 Comment

  1. Carol Sena says: Responder

    desses só vi o minimo pra viver, que tem uma cenas bem fortes, a que mais ficou na minha cabeça foi quando eles vão ao restaurante e ela só põe a comida na boca pra sentir o gosto e depois joga fora :/

    Blog Entre Ver e Viver

    1. Dai Castro says: Responder

      Impossível não ficar tocado por essa cena… uma das mais fortes do longa mesmo! :/

  2. Dai, ultimamente não tenho visto filmes. Ando lendo e só lendo, sabe!?! heheheh Dos 3 que assistiu estou curiosa com o Minimo Para Viver, vamos ver se rola ainda este mês. xD
    Ah1 E obrigada por indicar a Graphic do Chico Bento, eu não sabia dela. Amooo Chico Bento, já coloquei na minha lista de desejos da Amazon s2

    http://www.papuff.com

    1. Dai Castro says: Responder

      O mínimo para viver vale super a pena, espero que goste também!
      A HQ do chico bento é maravilhosa, viu? Uma gracinha!
      Beijos!

  3. Oi Dai
    Não assisti.nenhum desses filmes ,mas ja vi bastante blogueiras que eu acompanho falarem sobre ele.Acabou despertando minha curiosidade também.
    Vendo a imagem que você selecionou para ilustrar “Uma beleza fantastica” eu lembrei bastante de Amelie, o.jeito dela eu acho.Mas eu nunca assisiti o.da Amelie também.Outro filme da lista “quero assistir ”

    Beijos

    Meu mundinho quase perfeito

    1. Dai Castro says: Responder

      Uma Beleza fantástica tem uma fotografia e ritmo bem parecido com o Fabuloso destino de amélie poulain, mas o original é muito melhor, então recomendo fortemente que veja <3 haha Beijos!

  4. eu tbm vi esses filmes, super me encantei pelo 1 beleza fantastica que vi sem esperar nada! e o minimo pra viver tbm é um filme excelente, achei que retratou bem diversos aspectos da doença

    http://www.tofucolorido.com.br
    http://www.facebook.com/blogtofucolorido

    1. Dai Castro says: Responder

      O mínimo para viver foi uma obra que me tocou bastante…

  5. desses, só tinha lido sobre ‘o mínimo para viver’ que preciso muito parar pra assistir. fiquei curiosa sobre esse ‘uma beleza fantástica’. pelo que falou, deve ser um filme ~levinho pra ver sem grandes expectativas, haha ♥

    1. Dai Castro says: Responder

      O mínimo para viver vale super a pena! Uma beleza fantástica é sim bem leve! Um filme agradável rs

  6. Juro que quando li a descrição de Uma Beleza Fantástica eu lembrei de Amelie tbm, mas vc disse que essa semelhança para ai né rs.. Eu ainda não assisti! Adicionando..
    O Mínimo para viver foi uma surpresa pra mim. Amo a atriz e o Keanu e ver os dois atuando algo tão complexo foi interessante.

    1. Dai Castro says: Responder

      Uma beleza fantástica não me cativou muuito sabe? Mas assiste e depois me fala qual a sua opinião! :)

  7. to doida pra ver “to the bone” e já é o proximo filme da minha lista. A historia é muito boa, e como você disse que espero que muita gente entenda a lição que o filme passa e possa ajudar as pessoas (ou se ajudar né)

    1. Dai Castro says: Responder

      Sim! Ajudar a conscientizar, né? :)

  8. Eu quero muito ver esse filme o mínimo para viver. Não sei o que eu tenho mas eu adoro ver filmes e livros com assuntos desse tipo. Só tenho medo de ser muito forte porque eu sou muito bunda mole. HAHAHA

    1. Dai Castro says: Responder

      Ah pode ir sem medo Bia! É um filme bem tocante, acho que você vai gostar!

  9. Oi Dai,
    O Mínimo para Viver é o único filme que assisti dessa sua lista e amei demais. Filme muito bom, muito tocante e profundo, gostei demais. Fiquei curiosa para assistir O Guardião Invisível e já até adicionei ele na minha lista para poder assistir mais tarde!!
    Beijos ♥

    1. Dai Castro says: Responder

      O mínimo para viver é realmente muito tocante! <3 Está até hoje na minha mente, as vezes ainda me pego pensando...

  10. Nossa Dai, eu sou igualzinha quanto a não saber dividir direito meu tempo entre atividades diferentes. Agora que tô tentando variar um pouco e não ficar somente na leitura quase 100% do meu tempo livre.
    Dos filmes que você falou, só tinha ouvido falar em “O Mínimo para Viver” e tô com bastante vontade de assistir!
    Fiquei curiosa com o suspense espanhol também, mas a parte dos elementos folclóricos me deixa meio em dúvida. Não gosto de filmes que se passam no “mundo real” e aí do nada tem umas coisas meio viajadas na história. Mas vou pensar ainda.

    Beijos ♡

    1. Dai Castro says: Responder

      Nossa eu vivo tentando dividir as coisas, senão acabo fazendo uma coisa só durante muito tempo hahaha!
      Os elementos folclóricos ficou um tantinho estranho, confesso hahaha!

Deixe uma resposta